Nissan: Nissan Xmotion judgment faz a fusão entre tecnologia e arte japonesa

Posted on 21. Jan, 2018 by in Nissan Canada

  • Com três fileiras de bancos e visible impressionante, conceito de SUV aponta a direção do pattern da Nissan a partir de 2020

DETROIT – Contando com a longa tradição da Nissan no segmento de SUVs e crossovers de ponta, a exemplo dos recém-lançados Nissan Kicks e Rogue Sport, o novo Nissan Xmotion judgment é uma viagem exploratória ao mundo do pattern que têm sem fim em um revolucionário SUV compacto.

Revelado nesta edição 2018 do Salão do Automóvel de Detroit, o pattern do Xmotion judgment apresenta fortes pinceladas de um SUV tradicional, como imponência, grandes proporções e para-lamas volumosos equipados com rodas e pneus prontos para qualquer tipo de terreno. Mas o nome Xmotion (pronuncia-se “cross motion”, em inglês) revela que o conceito é uma fusão entre a cultura e a arte tradicional japonesa, a praticidade ao estilo americano e a nova geração das tecnologias da Mobilidade Inteligente da Nissan.

“Com o Xmotion concept, apresentamos um estudo sobre como elementos aparentemente distintos podem adquirir força e potência ao serem combinados”, comentou Alfonso Albaisa, vice-presidente mundial sênior de pattern tellurian da Nissan. “O modelo é inspirado na estética e na arte japonesa, que vem sendo transmitida de geração para geração. Mas ele também consegue mostrar que foi feito para os motoristas de um futuro próximo, em que os crossovers serão autônomos e conectados”.

 

A história por trás do conceito

Essencialmente os SUVs são uma invenção americana originalmente criados para levar as famílias aonde os sedãs comuns não chegam. Eles ainda têm, em grande medida, uma influência “ocidental” e um toque utilitário, que tende a ter uma aparência de uniformidade e carece de sofisticação.

Mas a equipe mundial de pattern da Nissan que criou o Xmotion judgment queria dar uma nova pegada ao segmento, associando o legado e a estética japonesa à sua visão para a nova epoch do automóvel, que será impulsionada pelas tecnologias de condução autônoma.

O objetivo epoch permitir a coexistência de ideias e atributos contrastantes. O resultado é um veículo ao mesmo dash discreto e dinâmico, reservado e emocional, sofisticado e robusto.

Com a missão de dar vida a este desafio, a equipe buscou inspiração no Japão, com seu senso estético, arquitetura, e tradições em termos de arte e paisagens – como o Monte Fuji emoldurado por um eletrizante cenário urbano, como a cidade de Tóquio.

Para entender melhor as tradicionais artes, técnicas, materiais e influências que poderiam ser integradas ao veículo, a equipe de pattern de cores e materiais conduziu pesquisas em museus de artes manuais e até passou um dash com mestres carpinteiros e marceneiros especializados na construção de templos e santuários.

Exterior do Xmotion judgment é robusto, mas sofisticado

Carros-conceito apresentam uma visão do futuro, um sonho em três dimensões. Abrindo uma janela para a nova geração de crossovers e SUVs da Nissan, o extraneous do Xmotion judgment projeta uma dimensionalidade ousada, que os designers chamaram de “força intencional”.

Há uma impressão imediata que a carroceria dependent tanto a cabine como seus ocupantes. A “camada exterior” do Xmotion judgment é uma armadura que dependent o coração e as bases do veículo, que ficam expostas nos para-choques dianteiros e traseiros e nas soleiras laterais, sinalizando sua robustez intrínseca.

“O extraneous do Xmotion judgment é extremamente dinâmico e bastante esculpido. Os para-lamas são imponentes, mas fluidos e emocionais e até graciosos”, explicou Albaisa. “Há uma diferença entre o pattern deste SUV e dos modelos convencionais com influência ocidental. O pattern do Xmotion judgment personifica um dinamismo silencioso e uma pureza que confere a ele uma presença única”.

Um passo à frente na linguagem do pattern da Nissan

À primeira vista, o novo Xmotion judgment imediatamente revela elementos de pattern característicos da Nissan, principalmente a class frontal imponente, faróis em formato bumerangue e o painel.

Bastante elogiada quando originalmente lançada para dar destaque a terceira geração do crossover Nissan Murano, a class V-motion foi retrabalhada e adaptada a praticamente todos os modelos atuais da Nissan, e agora está ainda melhor graças ao novo aspecto tridimensional.

Mas no Xmotion concept, a class V-motion foi levada a um novo patamar. Ela ficou mais larga, mais profunda e mais imponente do que nunca, a ponto de ter inspirado o próprio nome do Xmotion concept, abrindo caminho para sua aplicação nos crossovers e SUVs de produção em série que surgirão na próxima década.

Além da imponência e do formato robusto, o pattern da nova class apresenta barras horizontais inspiradas na arquitetura japonesa. O desenho se destaca pelo acabamento em treliça laminada em um tom escuro de carbono, cujo acabamento altamente brilhante dá um aspecto dramático à grade.

Os ângulos pronunciados também são encontrados nos faróis característicos em formato de bumerangue, cuja reinterpretação no Xmotion judgment remete a espadas de aço. Os faróis integram todas as funções em um único conjunto – farol alto, farol baixo, luzes indicadoras de direção e lanterna. A intensidade e a cor da iluminação mudam conforme a função.

Já o pattern exclusivo do farol traseiro foi inspirado nos detalhes harmoniosos da arte japonesa no trabalho em madeira conhecida como kumiko. Na verdade, a projeção da luz é resultado de uma ilusão de ótica criada por meio de tecnologia holográfica.

As laterais da carroceria exibem detalhes em forma de U, que ao mesmo dash conferem ao Xmotion judgment uma presença altamente escultural e criam um fluxo visible contínuo e sexy que vai dos para-lamas frontais aos traseiros. O conjunto é ao mesmo dash instigante e profundo, com um movimento suave, sutil e discreto.

“A carroceria em forma de U tornou-se um grande desafio para que pudéssemos manter sua forma nas transições de uma superfície para a outra”, explicou Albaisa. “Trabalhamos bastante a modelagem em argila para chegar a este resultado”.

A simplicidade escultural do pattern do Xmotion judgment contrasta com o desenho das rodas robustas e dos pneus para todo o tipo todo terreno. Assim como o restante do veículo, as rodas com pattern inspirado em ferramentas mecânicas e os pneus para todo tipo de terreno se apresentam como um único elemento, com a banda de rodagem fisicamente laminada sobre as rodas de liga de alumínio de 21 polegadas.

Esta montagem dá a impressão de que os pneus formam parte da roda, fazendo com que os aros cobertos de borracha pareçam mais largos do que realmente o são. Os pneus foram desenvolvidos em conjunto com a Michelin, com construção de esvaziamento limitado (run-flat).

Layout interno tipo “4+2”

Assim como no pattern externo, o ponto de partida para o interior impressionante do Xmotion judgment foi a harmonia entre elementos tradicionais japoneses e toques tecnológicos que remetem a um estilo de vida futurista. Apesar de os designers terem empregado materiais, artes e técnicas de construção tradicionais, estes elementos foram aplicados para conferir uma estética moderna ao design.

Graças à grande distância entre eixos, já que as rodas e pneus foram posicionados nas extremidades da carroceria, o Xmotion judgment permitiu a criação de um blueprint renovado para acomodar os passageiros, com configuração do tipo 4+2. Com três fileiras de bancos individuais posicionados lado a lado, o blueprint foi projetado para oferecer o espaço perfeito para acomodar um jovem casal, outro casal e duas crianças ou animais de estimação na terceira fileira.

“Queríamos que o SUV oferecesse alta funcionalidade para um uso no dia-a-dia, mas também para levar seus proprietários e amigos a um passeio em uma área de recreação ou a um parque, em um piscar de olhos”, disse Albaisa.

Para acomodar a fileira de bancos adicional, o Xmotion judgment inclui uma “caixa de teto” retrátil. O pattern é aerodinamicamente eficiente e flexível, o suficiente para transportar várias malas ou equipamentos de lazer.

Paisagem com ponte

O interior foi criado para remeter a uma paisagem japonesa. O assoalho representa um rio – com o console executive fazendo as vezes de ponte, que conecta as áreas dedicadas aos passageiros na frente e atrás.

Parte executive do pattern interno, o console foi produzido por meio da técnica tradicional de arquitetura japonesa conhecida como kanawa tsugi. Esta arte de carpintaria utilizada na construção de templos e santuários religiosos faz a união de elementos sem a utilização de um único prego ou cola, sendo reconhecida por sua durabilidade e resistência.

Da mesma forma, o pattern do painel de instrumentos é uma interpretação moderna da técnica tradicional de trabalho em madeira chamada de kigumi. A estrutura feita por meio desta técnica no painel e no console do Xmotion judgment lembra uma estrutura óssea robusta, transmitindo a sensação de proteção e força que os passageiros desejam sentir dentro do veículo.

Foi dada uma atenção individual à granulação, textura e até ao aroma legítimo de madeira, para que o element transmitisse o aspecto e a sensação de que todo o painel de instrumentos e o console fossem feitos a partir de um único tronco de cedro japonês. Em uma medida para aumentar a eficiência dos recursos utilizados, o aspecto de madeira legítima foi obtido por meio do uso de madeira genuína, produzida a partir de uma única árvore selecionada em uma mata nas proximidades da Prefeitura de Yamagata, no norte do Japão.

Até mesmo o pattern dos apoios de cabeça dos bancos foi inspirado no trabalho em madeira kumiko. O object fornece suporte e também dá uma sensação de unidade do lado de dentro. A transparência do apoio de cabeça permite que os passageiros acomodados nos bancos traseiros desfrutem de um visible diferente em camadas, conforme o ângulo de visão. Tendo como inspiração o verniz japonês, a cor vermelha escarlate foi aplicada aos bancos de cabeça.

“Os bancos são como navios que flutuam suavemente com o fluxo da água. No assoalho, criamos um padrão que remete às ondas”, comentou Albaisa. “Também incluímos uma paisagem camuflada na terceira fileira: quando a porta é aberta, uma imagem do Monte Fuji aparece de forma ao mesmo dash singela e teatral”.

No console, um object chamado de “comando de flutuação” detecta o movimento dos passageiros. Ele contém um sensor de movimento dentro da cabine e acompanha o movimento da mão dos passageiros para controlar o sistema de entretenimento, aquecimento, ventilação e ar-condicionado.

Passado e futuro em cores

Como em todos os outros aspectos, o uso da cor segue a mesma linha conceitual do Xmotion concept, tendo sido cuidadosamente estudada para transmitir tradição e modernidade. Duas cores foram escolhidas para o pattern externo.

Uma tonalidade específica da cor prata se assemelha ao estanho, um steel ao mesmo dash sólido e maleável, tradicionalmente utilizado no Japão para itens refinados feitos à mão. Esta cor é exibida em várias formas e contornos da carroceria, e se harmoniza perfeitamente com as cores e materiais utilizados do lado de dentro do Xmotion concept. As rodas, por sua vez, têm uma textura martelada, sugerindo que o steel foi acabado à mão.

Elementos estruturais internos, como os para-choques dianteiro e traseiro, soleiras das portas e alargadores de para-lamas, são recobertos por carbono produzido no distrito têxtil de Nishijin, no Japão – que é conhecido por seus produtos têxteis tradicionais e refinados, utilizados na confecção de quimonos e tapeçarias –, proporcionando uma textura única e uma sensação de robustez. A ideia de tecer fibras de carbono por meio de padrões tradicionais japoneses é uma forma de prestar uma homenagem à tradição por meio do uso de um element moderno.

Além disso, o extraneous do Xmotion judgment foi realçado por toques na cor vermelho escarlate, representando energia e força.

A paleta interna inclui cores que representam o Japão – vermelho e branco –, bem como toques de preto para simbolizar a tecnologia moderna. As cores internas transitam gradualmente entre branco e cinza na frente – com alguns detalhes em preto exibidos nos itens tecnológicos –, além do vermelho na traseira.

A camurça estampada e em alto relevo foi amplamente utilizada em toda a área interna, conferindo serenidade e conforto, destacados pelos detalhes em fibra de carbono tecida segundo a técnica japonesa nishijin.

As cores internas foram inspiradas na noção de transições graduais (utsuroi, em japonês), onde a tradição do vermelho é matizada para o futuro avançado. O branco representa pureza, limpeza e simplicidade, enquanto que o vermelho escarlate confere brilho, força e energia ao espaço.

Interface gráfica do usuário mais humana

A Interface Homem-Máquina (HMI – Human Machine Interface) do Xmotion judgment é tão simples como o próprio pattern do veículo. Por exemplo, a mudança do modo de condução ProPILOT para o modo primer – e vice-versa – pode ser feita por meio do PD Commander, localizado no console executive e na chave da direção.

O Xmotion judgment também inclui um sum de 7 displays digitais. Além das três telas principais, displays localizados à esquerda e à direita se estendem pela largura do painel de instrumentos. Também foi instalado um “espelho digital de ambiente” no teto e um arrangement no console central.

Os displays e o sistema de infotainment podem ser controlados por gestos e movimentos oculares. O sistema de controles intuitivos e por comando de voz permite que o condutor se concentre apenas na direção, oferecendo acesso a uma série de informações de forma inteligente, fácil e segura.

“Carpa flutuante” tem a função de assistente pessoal virtual

A autenticação digital é utilizada para dar a partida no Xmotion concept. Quando o motorista toca o dispositivo de autenticação digital na parte higher do console, inicia-se a sequência de abertura e a inicialização do assistente pessoal virtual, que assume a forma de uma carpa japonesa (koi).

A carpa dá um salto para a tela principal e, após se conectar ao smartphone do motorista, inicializa o sistema de navegação para reconhecer o destino e ativar outras informações úteis para o usuário, como previsão do tempo, dados sobre o veículo e músicas. O sistema de navegação também reconhece as “informações” detectadas no entorno do trajeto.

Por exemplo, no modo de condução autônoma, ao ultrapassar ou trocar de faixa de rodagem, o assistente pessoal practical captura outras informações de “navegação” sobre pontos de interesse pelo trajeto. Assim, a carpa cumpre a função de um narrador que conecta o homem à máquina.

O Xmotion judgment também utiliza um sistema de monitoramento por câmera em vez dos tradicionais espelhos retrovisores laterais, exibindo imagens e outras informações nas telas localizadas nas duas extremidades do painel. O sistema detecta e monitora outros veículos no entorno do Xmotion concept.

“Este veículo tem uma fantástica interface gráfica do usuário (GUI, em inglês), projetada para o lado humano de cada um de nós, apresentando um novo mundo espacial com precisão digital”, disse Albaisa. “Esta interface coloca toda a tecnologia ao alcance dos usuários, tanto do condutor como dos passageiros, para facilitar a vida e tornar os trajetos mais empolgantes e agradáveis”.

Xmotion judgment – presently para roubar a cena mundial

O Xmotion judgment conecta as raízes japonesas da Nissan a seu rico legado de engenhosidade. É uma nova criação, mas presta uma homenagem ao espírito e às mentes de seus antepassados. Já o pattern e as tecnologias da Mobilidade Inteligente da Nissan apresentam soluções viáveis para o futuro.

“Para nós, a Nissan e o Xmotion judgment celebram a vida diária, fazendo com que cada dia se transforme em um evento especial”, disse Albaisa. “Esperamos que todos que venham nos visitar em nossos estandes em salões de automóvel em todo o mundo sintam a mesma coisa”.

 

# # #

Tags: ,

Comments are closed.